Com o aparelho auditivo Tatiana recuperou o prazer de trabalhar, conviver com a família e praticar trilhas

A alegria da vendedora Tatiana Santos, 41 anos, contagia a todos que convivem com ela, mas nem sempre foi assim. “Há cerca de dez anos minha família começou a insistir muito que eu tinha algum problema na audição, pois achavam que eu estava falando cada vez mais alto e que estava interferindo no meu trabalho de vender roupas, eu acabava respondendo tudo errado, pegando peças de cores que as pessoas não pediram, realmente passou a me deixar muito chateada não conseguir fazer um bom atendimento. Também fui aos poucos me afastando dos amigos e de uma grande paixão que são os esportes, até mesmo a relação com meu filho estava distante”, comenta Tatiana.

Sentindo no dia a dia que as dificuldades só aumentavam, chegou o momento de ir buscar ajuda profissional e o problema da perda auditiva foi confirmado. “O diagnóstico me surpreendeu um pouco, a orientação era usar aparelho auditivo de imediato e eu achava mesmo que não tinha problemas, mas depois que passei a usar os aparelhos tive a certeza que sem escutar minha vida estava passando”, recorda a vendedora.

O assunto da perda auditiva passou a ficar cada vez mais presente na vida de Tatiana que continuou buscando informação e pesquisando. “Passei a buscar cada vez mais sobre o assunto e descobri muita coisa interessante, entre as descobertas passei a seguir um blog exclusivo sobre o assunto onde pegava muitas dicas e foi quando conheci a indicação da Ouvir Mais e minha vida deu outra virada. No início achava que não tinha condições de adquirir um aparelho e fui fazer tudo pelo SUS, mas a demora era enorme, os aparelhos não são tão modernos e o atendimento e a espera deixavam muito a desejar, mas quando cheguei na Ouvir Mais foi tudo diferente, o atendimento me deixou segura, a equipe toda preocupada para que eu tivesse um bom resultado e que a escolha do aparelho ficasse adequada para minha realidade financeira e isso fez toda diferença” reforça.

Hoje Tatiana comemora a mudança na sua qualidade de vida. “Tenho certeza que fiz a escolha certa, tudo mudou na minha vida, a relação com meu filho é outra, voltei a praticar kick box pois consigo ouvir as instruções, posso fazer as trilhas e caminhadas que tanto gosto e no trabalho me sinto feliz por poder atender bem as pessoas. Digo a todo mundo que precisa usar aparelho auditivo que vá na Ouvir Mais, não espere muito, nem ache que é normal ou faz parte da velhice, normal é viver ouvindo e convivendo com as pessoas, que realmente todo esforço vale a pena para ouvir”, finaliza.